terça-feira, 10 de Julho de 2012

A lista da maternidade

Dentro da temática "preocupações universais das grávidas " está a mala da maternidade. Umas têm a mala pronta, ao lado do berço, às 25 semanas. Outras (ou talvez apenas eu) procrastinam até ao momento em que se rompe a bolsa.
Algumas levam mantimentos para uma travessia de um mês no deserto. Ainda que a estadia na maternidade seja muito semelhante (sobretudo pelos 40 graus de temperatura ambiente), o melhor é prepararmo-nos para ficar dois a cinco dias.

Falar na mala de maternidade é erróneo, são pelo menos duas. É importante separar a mala que vai para a enfermaria da mala que vai para a sala de partos. Nesta última colocar apenas do que vamos necessitar durante o parto e primeiras roupinhas da criatura.

 

 

Mala pequena para a sala de partos

Papelada para levar


- Boletim de saúde da grávida – se o esquecerem correm o risco de terem que arrastar as vossas contracções até casa
- Análises, ecografias e afins – se não tiverem sido acompanhadas no hospital em questão, ou mesmo que tenham sido
- Cartão do cidadão – dá jeito para depois registar a criatura
Guardem-no como recordação dos tempos em que dormiam e eram magras


Para a futura mãe


- Elástico para o cabelo – se não quiserem aparecer desgrenhadas na primeira foto da vossa criança
- Leitura leve e/ou leitor de mp3 – se tiverem um parto prolongado com epidural (por mais estóicas que sejam, é impossível apreciar a TV 7 Dias durante uma contracção)
- Meias – sobretudo se forem friorentas
- Máquina fotográfica e carregador – com sorte o futuro pai lembra-se de tirar uma fotografia
- Telemóvel e carregador

 

Para o recém-nascido acabadinho de chegar à Sibéria



- Body
- Calcinhas
- Meias
- Babygrow
- Casaco
- Gorro
- Luvas
- Mantinha
- Fralda de pano
Cheio de frio porque se esqueceram das luvas

Levar às escondidas


- Víveres – vocês não podem comer nem beber, mas o futuro pai, que não quer abandonar a vossa cabeceira, é capaz de desfalecer

Não levar


- Unhas pintadas – altera a leitura de um aparelho médico chamado oxímetro
- Sushi - por mais saudades que tenham, se esperaram 9 meses podem esperar mais um pouco (eu quase que convenci o meu homem a ir buscar uns Uramakis)


Mala grande para a enfermaria

Para a mãe


- 10 pares de cuecas de algodão baratas brancas e grandes – a menos que sejam fãs da desconfortável cuequinha de rede de plástico
- Pensos de incontinência grandes – podem pedir amostras (nos sites Lindor ou Tena), sobretudo não usem pensos normais (eventualmente os nocturnos)
- Chinelos
- 2 ou 3 camisas de noite frescas – que sejam de fácil acesso para amamentar e exame ginecológico diário
- Roupa prática fresca – eventualmente se quiserem trocar de roupa, eu e a minha preguiçosa companheira de quarto estivemos sempre de camisa de noite
- Roupa para sair da maternidade – não tenham grandes expectativas em caber no 36 de antigamente
- Soutien de amamentação – tamanho ligeiramente acima ao habitual por causa da subida do leite
- Discos de amamentação – não devem precisar na maternidade pois as fugas só costumam começar mais tarde
- Lanolina – é um creme cicatrizante que pode ser usado nos mamilos gretados
- Produtos e utensílios de higiene – escova de dentes, pasta de dentes, escova para o cabelo, champô, etc
- Saco para a roupa suja
- Víveres
Não, as do Sistema Nacional de Saúde não são assim

Para o bebé



- 6 a 8 pijamas tamanho recém-nascido ou 1 mês
- 6 a 8 bodies tamanho recém-nascido ou 1 mês
- 1 fatinho mais bonito – o puto não vai a nenhum desfile por isso não compliquem, não vai ficar traumatizado por ter vestido um pijama todo o dia durante os primeiros dias de vida
- Gorro – porque são cabeçudos e perdem muita temperatura pela cabeça
- Meias
- Fraldas de pano qb – servem para tudo
- 30 fraldas descartáveis tamanho T0
- Toalhitas com fartura – o mecónio é particularmente viscoso

Levar às escondidas


- Chupeta – porque nas "maternidades amigas dos bebés" não deixam dar. Mas mesmo que queiram não conseguem amamentar 24 horas seguidas, e vai-vos apetecer mandar o pai a uma farmácia, e a OMS a um certo sítio

Não levar


- Almofada de amamentação – porque o espaço costuma ser demasiado exíguo para esse trambolho
- Protectores de mamilos – por mais pequenos que sejam os vossos mamilos, ou por mais doloroso desesperante que seja amamentar, insistam! Os putos são espertos e não querem morrer à fome, mais tarde ou mais cedo o vosso vai aprender a mamar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Mande aí o seu bitaite

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...